O que chamar-lhe?!

Pois é, caros colegas, chegamos a um dilema… como nos deveremos referir àquela que nós sabemos quando dela falamos?

Senhora?
Claro que não. Uma senhora tem postura…
Mulher?
Não me parece… Quem tem semellhantes atitudes com a maternidade e a família não merece tal designação.
Gaja?
Este termo pressupõe sempre alguma sensualidade… NÃO!
Puta?
E ofender toda uma classe profissional?!
Galdéria?
Este termo tem em si algo de divertido… fora de questão!
Cabra? Vaca?
Que culpa é que os bichinhos têm?…
Pessoa?
Não joga bem com “misantropia”, uma da palavras mais caras ao ministério.
Maria?
Há mesmo muita gente com este nome. Poderia ofender 90% das mulheres portuguesas…
Lurdes?
E ofender a Igreja Católica?! Já agora Fátima…
Rodrigues?
Os seguidores da Amália não iam gostar.
Milú?
Não! É demasiado querido.
Marilú?
Por respeito ao Manuel João Vieira é melhor não…
Ministra?

Mmmm, talvez… assim não se ofende mais ninguém. O que poderá vir a acontecer é a palavra vir a tornar-se em insulto…
Qualquer coisa como:
“Esse filho da ministra, o Sócrates”

Anúncios

Momento publicitário

Pedimos, desde já, desculpa à Teresinha e às amigas…

A ela ninguém dá música!